segunda-feira, 18 de maio de 2009

(A)tentados, de Martin Crimp

Máscara Solta, grupo de teatro da Faculdade de Letras, da Universidade do Porto, apresenta (A)tentados, de Martin Crimp. Um texto que propõe e procura uma renovação do discurso teatral não só pela ausencia de personagens em palco ou de enredo, mas também pela diversidade de cenários e de informações díspares. Há uma ausencia de certezas, um despejar de informações que se quer apelativo e que remete o espectadador para o discurso dos Media dos dias de hoje. Há uma porta para um vazio onde só pode sobreviver o jogo teatral. «Não é só representação, é algo com mais exactidão», diz o grupo de actores que tem em Beckett um mestre: «Outra vez o corpo. Onde nenhum. Outra vez o lugar. Onde nenhum. Tentar outra vez. Falhar outra vez. Melhor outra vez». A encenação está a cargo de João Melo e conta com a participação especial do Grupo Trei Pastori. Até 23 de Maio, pelas 21 e 30, na Panmixia Associação Cultural (Rua do Freixo, nº 1071, Porto)

2 comentários:

F. Pigrizya disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
F. Pigrizya disse...

A partir da próxima terça feira dia 19/05/2009, o Quase Calado http://quasecalado.blogspot.com/ estará publicando uma série composta por 10 episódios intitulada de "João em vida", escrita em parceria entre eu, Francisco Pigrizya e o também jovem aspirante a escritor N. Reverie. A idéia constitui um esforço por uma forma de construção textual onde a história é criada por mais de um autor, da forma mais independente possível, sem a interferência de um autor na seqüência imaginada pelo outro, abrindo assim a possibilidade de uma leitura no mínimo curiosa. Não temos a mínima idéia se a idéia de construir textos dessa forma é nova, mas a proposta é essa.
Desde já agradeço pela atenção e conto com a ajuda de vocês para podermos levar adiante a idéia, pois o combustível do escritor, além da inspiração besta que vem a qualquer tempo, ninguém sabe quando ou onde, é também saber que alguém o lê e pensa sobre o que ele escreveu.
ABRAÇOS!