terça-feira, 28 de outubro de 2008

António Lobo Antunes, em Oeiras

O Arquipélago da Insónia, o mais recente romance de António Lobo Antunes vai ser o tema de uma conversa do autor com Carlos Vaz Marques, amanhã, 29, pelas 21 e 30, na Biblioteca Municipal de Oeiras. A entrada é livre.
Maria Alzira Seixo, no JL 992, de 8 de Outubro, fez uma crítica ao livro de que aqui publicamos um pequeno excerto: «É uma história de desagregação familiar, vista pela óptica doentia do narrador (a dado passo internado num hospital, onde a família o visita) e caracterizada por costumes desbragados dos terratenentes (envolvidos em assassínios e que abusam da criadagem), e o domínio de que são proprietários, e onde vivem, vai-se arruinando, remetendo para a problemática anterior de obras como Auto dos Danados (AD) e Manual dos Inquisidores (MI). O latifundiário actua à semelhança da personagem principal deste último: uma empregada a quem o meu avô, sem se ralar connosco, filava o pulso/ – Chega cá / trancava-se com ela na despensa numa avidez de canário e saía a compor o botão de cobre sem lhe saber o nome ou se importar com a chávena da minha avó contra o pires. A desagregação liga-se em parte ao autoritarismo do velho, que não reconhece no filho (designa-o por o idiota) capacidade para lhe suceder no governo das terras, projectando deixá-las ao neto saudável: o meu avô a segurar o pescoço do meu irmão /. . . . . / em precauções comovidas / – Há-de tomar conta disto tudo. E do narrador autista diz que esse infeliz sai ao pai.»

4 comentários:

Tim James Booth disse...

Quem me dera estar por lá...

Cheers

http://livrosemcriterio.eraumavezumrapaz.net/

pp disse...

Tenho algum problema a entender porque é tão popular este escritor...

Maria disse...

PP, talvez o problema "em" entender a popularidade do autor esteja no facto de o ter lido pouco. Ou, quem sabe, poderá nunca vir a entendê-lo! A mim, o que me causa impressão, é ele nunca ter conseguido o Nobel!

Teresa Santos disse...

PP, nem sabe como o lamento! Não entender Lobo Antunes causa em nós, todos aqueles a quem ele alimenta intelectualmente, um enorme espanto.Estamos perante uma incapacidade, semelhante à sua, mas em sentido contrário.
À Maria causa estranheza o facto de LA ainda não ter ganho o Nobel, e tem toda a razão. Mas eu considero que LA está muito além de qualquer Nobel...

http://blogcronicasdateresa.blogspot.com/