terça-feira, 12 de janeiro de 2010

VISITE O SITE DO JL

30 comentários:

Manuel Pereira da Silva disse...

Para nos animar um pouco!!!
Mario Vargas Llosa refere na edição de hoje do jornal “EL PAÍS” a propósito das eleições Presidenciais no Chile que deram a vitória ao candidato da direita, Sebastian Piñera, que num encontro que teve com este, três dias antes do acto eleitoral, lhe perguntou qual queria que fosse a sua melhor contribuição no governo se ganhasse as eleições. “Dar um impulso decisivo ao nosso plano de oito anos, para crescer a um prometido 6% anual, algo perfeitamente realizável. Se o conseguirmos, o PIB, que é agora de 14.000 dólares terá um aumento para 24.000. Alcançamos Portugal”, Chile deixará então o subdesenvolvimento e será o primeiro país da América Latina a integrar o primeiro mundo.

Tendo o nosso governo copiado o modelo Chileno de Avaliação de Professores, eis senão quando que passamos a ser o modelo a seguir.
Um abraço,
Pedro Nunes

Conceição disse...

LOnga vida ao JL e ao seu merecido site!
Bom trabalho!

Fresquinha disse...

José Manuel Capêlo faleceu hoje.

Cel espiao disse...

O Celular Espião é um telefone celular comum, especialmente modificado para poder ser monitorado à distância, permitindo assim escutar as conversas telefônicas e ambientais de quem o utiliza.
www.celularespiaobrasil.com

Lumenamena disse...

Olá,

Tenho uma surpresa para você no meu novo blog:
http//lumynart.blogspot.com/.

Passe por lá para o ir buscar.

Abraços,
LUmeNA

DO CASTELO disse...

É em defesa da cultura que convido todos os interessados a participarem nos VIII Jogos Florais de Avis, uma iniciativa dos Amigos do Concelho de Aviz – Associação Cultural e cujo regulamento pode ser consultado em: www.aca.com.sapo.pt
Fernando Máximo

Carlos Luna disse...

ISTO NÃO MERECE PUBLICAÇÃO?
O QUE DESCREVO FOI ALGO EXTRAORDINÁRIO! NÃO
MERECE
PUBLICAÇÃO?
MUITO GOSTAVA QUE MERECESSE...
ESTE LANÇAMENTO FOI...UMA MARAVILHA! ALGO IMPORTANTE PARA A
LUSOFONIA! NÃO SE PODE PUBLICAR "ISTO"? COMO CARTA?
UMA PRECIOSIDADE LANÇADA NUMA JÓIA
NO LANÇAMENTO DE UM LIVRO)

Lançar um livro. Um acto sempre importante. Algo corriqueiro,
também. Mas... quase
nunca vulgar.
E depois... há livros e livros. Há ambientes mais ou menos
significativos. Alguns são
esmagadores.
A Capela da Santa Casa da Misericórdia de Olivença é um destes
ambientes. Esmagador.
Duma enorme beleza. E incompreensível para quem não sabe um pouco de História.
Os azulejos, portugueses, azuis e brancos, forma maravilhosos
painéis. As talhas,
alguma indo-portuguesas, deixam-nos deslumbrados. As imagens
religiosas, nomeadamente a
do altar principal, são de uma grande riqueza.
É o dia 12 de Março de 2010. Vai-se lançar um livro, e a Capela
está quase cheia.
Falam vários oradores, acabando por usar da palavra o autor do livro,
José António
González Carrillo. O Título da obra é, por si só, um manifesto.
"Herança Portuguesa nas
Confrarias de Olivença". Inúmeras fotografias, organizadas
artisticamente, como só este
autor sabe fazer (recordemos outros título: "Saudade"; "Olivença Oculta").
Basta-me citar trechos da comunicação do oliventino mestre da
imagem e da câmara. Fica
tudo dito.
«Real "Arquiconfraria" de Nosso Senhor Jesus dos Passos e
Irmandade de Nossa Senhora
da Misericórdia, sois testemunho vovo do esforço de muitas gerações de
oliventinos que
tal como vós encontraram na Paixão um modo de vida e um desvelo para
melhorar à vossa
maneira a cultura popular que faz de nós indiscutivelmente "algo" de
único. Obrigado,
sinceramente, a todos vós. (...)É necessária a consciencialização,
procurar, na
identidade do passado, as marcas que
nos façam sentir orgulhosos da nossa herança, dos nossos cultos, das
nossas festas. (...)
decidi retratar-te, colocar as minhas recordações de criança em paz
comigo mesmo, dar
ordem aos meus pensamentos e relatar o porquê de seres diferente de
qualquer lugar, e
assim ter uma desculpa para imortalizar as largas estradas da nossa
memória.(...) Foram
centenas de fotografias que tirei de cada instante, de cada rua, de
cada tonalidade
avermelhada do entardecer que acompanha os nossos rituais religiosos mais
profundos.(...)Tentando criar um trabalho intemporal, cheia de
contrastes, mas com o
intenso aroma luso que ainda se pode apreciar nas ruas de "estação" de
penitência. Só
temos de visitar qualquer localidade irmanada culturalmente a
Olivença. como o Redondo,
Monforte, ou Veiros... para encontrar nelas as mesmas características
culturais que
respiramos nos "grupos" mencionados no livro.
Só olhando para o nosso passado encontraremos a identidade que
todo o oliventino sente
no seu coração. (...)"A Pátria de cada um de nós é a nossa própria
infância"(...)».
Melhor do que eu alguma vez o poderia fazer, o autor explicou a
sua obra e os seus
sentimentos!
Estremoz, 14 de Março de 2010
Carlos Eduardo da Cruz Luna

Xico disse...

É em defesa da cultura que convido todos os interessados a participarem nos VIII Jogos Florais de Avis, uma iniciativa dos Amigos do Concelho de Aviz – Associação Cultural e cujo regulamento pode ser consultado em: www.aca.com.sapo.pt
Fernando Máximo

Micael Sousa disse...

Por pior que pensemos estar, é bom termos a consciência que somos um País desenvolvido e que estamos entre os melhores do mundo. Só que de entre os melhores somos os piores. De um ponto de vista filantrópico, não interessa atingirmos o topo e ter melhores condições de vida que nos outros Países, o ideal era que todos evoluíssemos, aumentando assim o bem estar geral e esquecer estas competições pela qualidade de vida. A qualidade de vida deveria ser algo universal e supra nacional.

Ferreira, Luís Manuel Silva disse...

Costumo ler o JL de vez em quando. Além de docente, também sou um leitor e escritor nas horas vagas..
Aproveito esta oportunidade para vos deixar um convite para o lançamento do meu quarto livro, o romance - O Pinhal.
Agradeço desde já a vossa atenção.
Convido-vos a visitar, igualmente, os meus blogues e sites.

O autor, Luís Ferreira, e a Papiro editora têm o prazer de o/a convidar para o lançamento promocional do romance - O Pinhal -, o qual terá lugar no próximo dia 21 de Maio pelas 21:30 horas na bertrand de Leiria, no Leiria Shopping, junto à IC2 em Leiria.


No século XX, poderia ter havido um pinhal, com um terreno no seu centro, no qual se localizavam duas casas, onde vivia uma família.
Diariamente, aquelas pessoas lutavam não só pela sobrevivência, mas também pela dignidade e pela presença da felicidade nas suas vidas.
As dificuldades, as contrariedades, as incompreensões, a violência doméstica e as barreiras faziam premanentemente parte daquela família da Região Centro Litoral, a qual poderá ser a representação da luta de muitas famílias portuguesas das últimas décadas.
Ao ler este livro, poderá conhecer ou recordar o modo de vida e a forma de pensar das pessoas nos meios rurais de há vinte, trinta, quarenta ou mais anos e verificar as diferenças ou semelhanças com a actualidade.

Mais informações em:

www.daescritaaleitura.blogspot.com
www.luismferreira.no.comunidades.net
www.falandodalingua.blogspot.com

Luís ferreira

Carlos Luna disse...

LIVRO "OLIVENZA OCULTA"
Dia 5 de Novembro de 2009. Final de um dia vulgar. Mas que assim não terminaria,
felizmente para a cultura. E, neste caso, essencialmente da cultura da faia mais
ocidental e atlântica da Europa
Era lançado um livro no portuguesíssimo Convento de São João de Deus, em Olivença. Na
mesa, presidindo, o os Presidentes da Câmara de Olivença e Táliga, Manuel Cayado e
Imaculada Bonilla. E uma terceira pessoa, o autor. José António Gonzàlez Carrillo, um
jovem oliventino.
O livro, "Olivenza Oculta", consiste em belas fotografias artísticas. De pequenos
pormenores da região de Olivença e Táliga. Detalhes lusos, menos detectáveis do que os
grandes e belos monumentos. Marcas de uma cultura, que muitos quiseram fazer esquecer.
Uma maravilha, o livro. Não há palavras. Rodapés, telhados, chaminés, velhos escudos,
inscrições, pedras gravadas. E tantas, tantas outras coisas. Marcas de uma identidade.
Vestígios de um passado que se procurou destruir e negar. Marcas que sobrevivem,
discretas, algumas quase clandestinas. Vestígios da História. Uma História que não é
ensinada aos seus herdeiros, sem que se saiba porquê, nestes tempos de Democracia e de
respeito pelas raízes.
O autor, na sua intervenção brilhante, porque sentida, porque oriunda do coração,
disse quase tudo o que havia para dizer. Não é uma questão de política. Trata-se de
memória. Da memória com que se compreende o presente e com que se projecta um futuro
melhor. Da memória Portuguesa.
O livro vende-se nas livrarias de Olivença e na Livraria Universitas de Badajoz. São
vinte euros que se gastam com proveito.
Estremoz, 26 de Novembro de 2009
Carlos Eduardo da Cruz Luna

Carlos Luna disse...

Semanário "SOL", 6-Novembro-2009 (Além Guadiana, Olivença, Língua
Portuguesa))
Semanário "SOL", 6-Novembro-2009
OLIVENÇA E A LÍNGUA PORTUGUESA
No dia 28 de Fevereiro de 2009, e pela primeira vez desde 1801,
a Língua Portuguesa
manifestava-se livremente em Olivenç, com a "cobertura" das
autoridades espanholas máximas a nível local e regional. E graças à iniciativa, ao
esforço, à
coragem de uma associação
oliventina, a Além-Guadiana.
A Jornada do Português Oliventino decorreu na Capela do
Convento português de
São João de Deus. Estava-se a fazer
História... e quase 200
pessoas foram testemunhas disso, entre as quais o arqueólogo Cláudio
Torres, o "herói" do
mirandês Amadeu Ferreira, e outros!
Falou primeiro o Presidente da Junta da Extremadura espanhola,
Guillermo Fernández
Vara. Curiosamente, um oliventino. Foi comovente ouvi-lo confessar
que, na sua casa
paterna, o Português era a língua dos afectos. O Presidente da Câmara de
Olivença, Manuel Cayado,
falou em seguida.
Joaquín Fuentes Becerra, presidente da Associação, destacou a insistência no aspecto
cultural da Jornada.
Juan Carrasco González, um conhecido catedrático, falou depois.
Seguiu-se Eduardo Ruíz Viéytez,Consultor do Conselho da Europa, que explicou as
recomendações críticas deste, ao
Estado Espanhol, em relação ao Português de Olivença.
Falou depois Lígia Freire Borges, do Instituto Camões, que destacou o
papel da Língua
Portuguesa no mundo. Após o almoço, foi a vez de
ouvir a
voz de alguns
oliventinos, em Português, bem alentejano no vocabulário e no sotaque,
não faltando críticas e denúncias de situações de repressão
linguística não muito longe no tempo.
Falram depois Domingo Frade Gaspar (pela fala galega) e
José Gargallo Gil (Línguas minoritárias).
Seguiu-se Manuela Barros Ferreira, da Universidade de Lisboa, que
relatou a
experiência significativa de recuperação do
Mirandês.
Falou finalmente o Presidente da Câmara Municipal de Barrancos, a
propósito dos
projectos de salvaguardar o dialecto barranquenho.
No final, foi projectado um curto filme sobre o Português
oliventino, realizado por
Mila Gritos (Milagros Rodrígues Perez). Nele surgiam
oliventinos a contar a história de cada um, sempre em Português.
Deu por encerrada a sessão Manuel de Jesus Sanchez Fernandez, da
Associação
Além-Guadiana.
Já noite, os assistentes e os promotores da Jornada
abandonaram o local,
convictos de que tinham assistido a algo notável.
Estremoz, 12 de Maio de 2009
Carlos Eduardo da Cruz Luna

Susana disse...

www.arte-poetica-ss.blogspot.com
SusanaSousa

Luis Moreira disse...

Estão na nossa primeira página:http://estrolabio.blogspot.com/2010/09/terreiro-da-lusofonia-carlos-drummond.html

Luis Moreira disse...

O Teatro e Helder Costa:http://estrolabio.blogspot.com/2010/09/apresentando-helder-costa.html

Dramaturgo,actor e Director da "Barraca".

Luis Moreira disse...

Maratona de poesia:http://estrolabio.blogspot.com/2010/09/maratona-poetica-pessoa-aristoteles-e.html

Luis Moreira disse...

Maratona de poesia:http://estrolabio.blogspot.com/2010/09/maratona-poetica-pessoa-aristoteles-e.html

Fluzão Eterno disse...

Tenho um blog sobre curiosidades e gostaria de saber de você se haveria a possibilidade de você me ajudar
colocando o link do meu blog no seu e eu faria o mesmo com o seu,meu nome é Luciano e sou Bombeiro Militar
no Rio de Janeiro,
parabéns pelo trabalho que vem fazendo com seu blog e fico aguardadando sua resposta

Curiosidades
http://centraldascuriosidade.blogspot.com/

Tenho um blog também sobre bombeiros
Vida de bombeiro
http://www.heroisdavida.blogspot.com/

Mensagens e poemas:
Mensagens
http://centraldoamorvirtual.blogspot.com/

Meu time de coração,Fluminense:
Fluzão
http://fluzaoeterno.blogspot.com/

Visite os meus blogs e veja se pode me ajudar colocando o link de algum deles no seu,um abração

Caso tenha interesse entre em contato comigo pelo email lmturl@gmail.com,mandando mensagem em qualquer blog meu
ou pelo orkut http://www.orkut.com.br/Main#Profile?rl=ls&uid=5076013500225631247

MSN; bombeiro_dorio@hotmail.com

Luis Moreira disse...

Veja e aprecie este belíssimo trabalho em:http://estrolabio.blogspot.com/2010/10/arte-poetica-horacio-nuno-judice-e.html

Luis Moreira disse...

Mais poesia:http://estrolabio.blogspot.com/2010/10/arte-poetica-manuel-simoes-joao-cabral.html

José María Souza Costa disse...

Estou lendo o seu blog Muítissimo bom vim lhe convidar a visitar o meu e se possivel seguirmos juntos por eles para inrterações
estou lhe aguardando lá
http://josemariacostaescreveu.blogspot.com

Luis Moreira disse...

Sempre Galiza:http://estrolabio.blogspot.com/2010/10/sempre-galiza-por-pedro-godinho.html

Luis Moreira disse...

Amanhã, quinta-feira, 28 de Outubro, dedicamos a nossa edição inteiramente à cidade de Lisboa - Durante 24 horas, publicaremos música, poesia, textos, apenas com um tema - Lisboa. Em Novembro, em data a anunciar, será a vez do Porto; seguir-se-á Coimbra...no estrolabio.blogspot.com

GAF disse...

Caro Luis Ricardo Duarte,
Sou Filipe Guerra, escrevi, a seu pedido (por sua encomenda), um longo artigo sobre Tolstói no número 1041 de 25 de Agosto. Na altura falámos ao telefone e comunicámos por email, com muita simpatia da sua parte (principalmente antes de terem em vosso poder o texto, que aliás me deu muito trabalho). Ora, o meu trabalho é pago, e o senhor confirmou que sim, tenho aqui o email. Depois disso deixou de responder aos meus sucessivos emails, como deveria ser das mais elementares normas de civilidade e comerciais. Talvez a culpa não seja sua, mas não posso admitir que o Dr. Pinto Balsemão me fique a dever dinheiro por um trabalho que fiz para ele. Irei em frente na luta pelos meus direitos.
Cumprimentos
Filipe Guerra

9 de Dezembro de 2010 14:36

Rita Marques disse...

Retrato a carvão, ou com outros diversos materiais..

pincelpessoa.blogspot.com

Visite ;)
Obrigada

Biblioteç@ disse...

A dever ou não dinheiro ao Filipe Guerra, o JL é sempre aquela referância ...assim,aqui estamos a divulgar-nos e aos trabalhos dos nossos alunos... Bom Ano para Todo@s!

Daniela disse...

Bom dia JL – Blogue de Letras, Artes e Ideias.
O meu nome é Daniela Azevedo e faço parte de uma empresa de comunicação: Lookware Comunicação e Imagem Lda, situada em Braga.

Estamos a actualizar a nossa base de dados de contactos de órgãos de comunicação social e blogues e gostaria de saber se me poderiam facultar um email através do qual possamos contactar os responsáveis pelo blog.

Agradecia se me enviassem o contacto de email para o meu email pessoal: danielamcazevedo5@gmail.com.

Atenciosamente,
Aguardo uma breve resposta.

Daniela Azevedo, LK Comunicação

Saude24 disse...

Novo livro Saude 24 horas

Novo livro Saude 24 horas, guia de saúde para todos com soluções e dicas para mais de 100 problemas de saúde. Gripe, constipações, febre, tosse, garganta inflamada, colesterol, tiróide, diarreia, obstipação, queimaduras, bebés, grávidas, contracepção, menstruação, disfunção, entre outros. Promoção assegurada em dois programas de televisão.


Confira a capa:

http://www.saude24.net/images/stories/s24h.png

Para saber mais informações consulte a página www.deplano.pt ou www.saude24horas.net

Safran Maison disse...

A Safran Maison, uma boutique plena de charme e exotismo sita no Estoril, tem o prazer de os convidar e aos vossos leitores para uma visita. Oferecemos-lhes a oportunidade única de adquirirem móveis, objectos de decoração e acessórios marroquinos de design exclusivo. E o mais fascinante é que aqui podem encontrar um dos segredos da eterna juventude mais bem guardados do Mundo das Arábias - o óleo de Argan, uma essência natural usada pelas grandes marcas de cosméticos como um dos seus componentes basilares. Aqui tê-lo-ão puro, concentrado ou como ingrediente de outros produtos de beleza 100 % naturais, à base de fragâncias exóticas de um branding exclusivo...

Salam Alecom!

Safran Maison

Av. de Sabóia, nº 737-F 2765-58 Estoril 21 468 25 29
safranmaison@gmail.com

José Alberto Fernandes disse...

Estimado Sr(a)

Escrevo porque fiquei duplamente surpreendido com um espectáculo de teatro produzido por um grupo chamado Lisbon Players, que estão situados na Rua da Estrela no nº10, francamente desconhecia tal sitio, fui lá pela primeira vez este fim de semana. Trata-se portanto de um grupo de cidadãos britânicos, sensíveis às artes do Palco que produzem com regularidade espectáculos com textos de qualidade.

O que me levou a ver "Doctor Feelgood" foi essencialmente o texto que já tinha conhecido através do trabalho do autor Armando Nascimento Rosa, em suma trata-se de uma abordagem ao período em que o dramaturgo americano Tenesse Williams esteve internado num hospital devido às suas complicações com o consumo de álcool e drogas.

O autor (Armando Rosa) apropria-se deste acontecimento para, através de uma narrativa solidamente construída, levar a palco várias personagens que o próprio Williams criara nas suas peças, nomeadamente Blanche Dubois de Um Eléctrico Chamado Desejo e outras.

Tratando-se de um grupo amador, nota-se a carência característica nestas produções, que são várias e que fazem parte deste tipo de produções, no entanto fiquei deslumbrado pela interpretação de uma actriz que desempenha o papel de Blanche Dubois, trata-se de Joana Pais de Brito. A interpretação é fora do comum, o texto desta personagem é extenso, perfil emocional também o é, mas sem querer exagerar de modo algum, a sua presença em palco leva instantaneamente quem a vê ao universo de Tenesse Wiliams nomeadamente ao Eléctrico Chamado Desejo.

Sou um espectador assíduo de teatro, aqui em Lisboa e no Porto, quer seja em Teatros Nacionais, Municipais ou amadores já vi muitos espectáculos mas nunca vi algo semelhante. Tenho a certeza absoluta que está ali uma actriz que vai dar que falar no teatro aqui e muito provavelmente a nível nacional. É pouco provável que esta actuação não venha a ter o seu eco nos próximos tempos.

Espero com sinceridade que tenha oportunidade de ver esta produção.

Com os meus cumprimentos

Alberto Fernandes
Lisboa 10 de Fevereiro 2012
um leitor atento